estou no azure Self Service e Seus Recursos - Estratégias por Quilo - Linked Gourmet

Self Service e Seus Recursos – Estratégias por Quilo

Confira as dicas de peso da Linked Gourmet para melhorar o seu resultado

 

A concorrência no food service é grande. Maior ainda quando falamos de restaurantes self service. Buscar formas de diferenciação é necessário para conseguir cair nas graças dos clientes.

A Linked Gourmet traz algumas estratégias que podem fazer a diferença e trazer aquele charme para que o seu restaurante consiga a atenção que ele merece.

 

 

1. PRATOS ESPECIAIS E CUSTOMIZÁVEIS 

Faça com que o seu cliente aguarde ansioso pelo dia em que seu restaurante serve aquele prato especial. Sem fugir da máxima “pague o peso do kilo do alimento” é possível inovar. Colocar, nas sextas-feiras, um balcão em que crepes de recheios variados e customizáveis são preparados na hora, é um exemplo. O consumidor vai aguardar ansioso o dia do crepe.

O charme está na questão de ser um prato que não seja muito comum de se encontrar ou que seja customizável. Colocar em um espaço separado dos demais alimentos ajuda a trazer destaque. Se o prato for preparado na hora, traz um diferencial ainda maior, fazendo o cliente sentir-se especial por poder escolher os ingredientes e montar um prato especialmente para o seu gosto.

Você pode colocar um espaço para preparo de massas de diferentes tipos, com uma variedade de molhos e acompanhamentos; uma bancada de sushi e outros pratos orientais preparados na hora; lanches gourmet com hambúrgueres artesanais. As opções são do tamanho da sua criatividade.

 

2. DIVERSIFIQUE – COMIDA VEGETARIANA

O vegetarianismo está em alta. Muitas pessoas hoje em dia optam por pratos que não envolvam carne, e estas pessoas sofrem com a falta de opção em muitos restaurantes que não são voltados especificamente para este público.

Não é necessário realizar revoluções no cardápio, mas inserir alguns pratos básicos com recheios variados pode atrair este público. Adicione uma lasanha vegetariana, um escondidinho de palmito, ou mesmo alguns pratos com carne de soja para poder atrair também este público para o seu restaurante.

 

3. LIMITE DE PREÇO MÁXIMO

Outro atrativo ao qual seu restaurante pode aderir é o preço máximo. Muitos consumidores, principalmente os que gostam de comer mais, tem receio de frequentar self services por acharem que o preço pode ficar muito elevado. Determinando um custo máximo traz tranquilidade a estes clientes para optarem por este tipo de food service, uma vez que sabem qual o máximo que irão gastar.

O preço nem precisa ser muito reduzido, o importante é passar este pensamento reconfortante ao cliente. Não vá comprometer sua margem de lucro. Aliás, se você quer ter um bom controle de sua margem de lucro por produto e um controle em tempo real do seu estoque, de qualquer lugar com segurança e através da internet, o Organize da Linked Gourmet oferece uma série de relatórios e um dashboard intuitivo para facilitar a gestão do seu negócio.

 

4. DISPOSIÇÃO DOS ALIMENTOS – ENTRE O PRATO E A BALANÇA

A ordem em que os alimentos ficam dispostos através da “rota” que o cliente segue, entre o prato e a balança, pode ser usada como parte de uma estratégia de incentivo ao consumo.

O ideal é colocar pequenos itens saudáveis no começo, como quichés e tortas leves. O consumidor muitas vezes busca uma alimentação mais saudável. Oferecer alimentos com essa característica e mais elaborados, permite que o cliente tenha opção sem abrir mão do sabor.

Seguindo a alimentação leve, vamos para a salada. Quanto mais variada e colorida, maior a satisfação que o cliente tem de montar o seu prato. Depois insira os grãos. Variedades de arroz, feijão e talvez um risoto, para fazer a migração orgânica da comida mais leve para a mais pesada.

Agora é hora de colocar o protagonista do prato, carnes e massas. Vale muito usar de variedade, pois além de agradar uma diversidade maior de paladares, incentiva os clientes a servirem-se de mais de um item. Por fim, insira petiscos, como pastéis e batata frita, para serem a “cereja do bolo”, no caso, do prato. Desta forma o cliente chega bem servido para a balança.

Inclusive, a Linked Gourmet conta com uma solução de integração entre a balança do self service e a frente de caixa, assim é possível ter um controle total de quais códigos foram emitidos e quais foram pagos. Evitando que eventuais funcionários mal intencionados tomem para si pagamentos feitos em dinheiro, rasgando a comanda.

 

5. CAFEZINHO E CORTESIA

E a experiência de consumo do cliente com o seu restaurante não termina ao pagar a conta. Um esforço pequeno, mas que é valorizado pelos clientes é a famosa cortesia. Oferecer na saída do seu restaurante um cafezinho ou chá com sabores variados, e alguns aperitivos como biscoitos amanteigados e bolinhos de chuva, é um agrado barato e que pode incentivar o retorno de um cliente.

 

Essas são as dicas da Linked Gourmet para o seu Self Service. Fiquem atentos ao nosso blog para novos artigos que possam ser úteis para o seu negócio. A Linked Gourmet é a maior parceira do food service. Ajudar você a alcançar o sucesso é a especialidade da casa.