estou no azure Cerveja Artesanal – Aumente Seu Lucro com Esta Tendência - Linked Gourmet

Cerveja Artesanal – Aumente Seu Lucro com Esta Tendência

Amplie estrategicamente seu mix de produtos!

 

O termo artesanal já é uma tendência para o mundo do food service. Diversos restaurantes fazem comida artesanal e utilizam este posicionamento como um diferencial competitivo. Comida artesanal, no entanto, é tema para um próximo artigo. Neste focaremos em cerveja artesanal.

 

 

ONDE COMPRAR?

O Brasil é o terceiro maior produtor de cerveja do mundo. Tem muito produto de qualidade que é consumido inclusive pelos próprios brasileiros. E nada impede que você tenha exemplares de cervejas artesanais estrangeiras também. Depende do quanto está disposto a investir, já que as estrangeiras são geralmente mais caras.

Vários fornecedores de produtos variados também apresentam cervejas artesanais em seus estoques. Se sua intenção for apenas adicionar alguns produtos para dar mais charme ao seu cardápio pode ser uma boa saída. Consulte seu fornecedor de confiança para ver o que ele tem à disposição.

Agora, se você quiser apresentar uma grande variedade, ou mesmo ser referência em cerveja artesanal, o ideal é procurar um fornecedor especializado neste tipo de produto.

 

TIPOS DE CERVEJA

Para começar é importante conhecer os tipos de cerveja. Mesmo se você quiser inserir poucas, o ideal é evitar que sejam todas do mesmo tipo. Quanto maior a variedade, mais clientes pode agradar. Abaixo seguem alguns tipos bem populares:

Lager – O tipo mais popular do mundo. Os sabores desta família de cerveja lembram malte.

Pilsen – Um tipo de lager. Trata-se de uma cerveja clara, leve no paladar e com baixo teor alcoólico. Por não ter tanta complexidade agrada a uma maior variedade de pessoas.

Ale – Família com alta fermentação. Com aromas e sabores mais acentuados.

Indian Pale Ale – Um tipo de Ale. Tem como principais características o amargor destacado e o alto teor alcoólico.

Stout – Famosa por seu sabor adocicado que lembra o chocolate e café, a stout é preta e encorpada.

Weissbier – Essa cerveja apresenta sabor acentuado de levedura. Sua aparência é turva.

Bock – Com um teor alcoólico bastante elevado, a Bock possui coloração avermelhada e muito malte.

 

ESCOLHENDO OS TIPOS DE CERVEJA

Para ser mais assertivo ao escolher quais tipos de cerveja irão constar em seu cardápio, considere posicionamento, preço e compatibilidade.

Por posicionamento, é preciso definir se a intenção é ter uma grande variedade e ter a cerveja artesanal como um dos destaques do seu estabelecimento ou apenas acrescentar charme aumentando seu mix de produtos. Assim você define qual a quantidade de opções irá implementar.

A questão preço se refere ao investimento. Quanto você pode ou está disposto a investir? Esta definição ajuda a tomar alguns direcionamentos. Se você irá utilizar cervejas nacionais, importadas ou ambas. Quais tipos de cerveja irá disponibilizar, considerando que cada tipo tem uma faixa de preço.

Por fim, a compatibilidade no que diz respeito ao seu cardápio atual. Procure inserir cervejas que combinem com seus pratos, para que o cliente ao consumir um se sinta inclinado ao consumir o outro.

Não esqueça de comparar preços entre os fornecedores antes de fechar com algum em específico. Dá trabalho, mas pode resultar em uma grande economia.